31 de outubro de 2019

primeiros retratos

Acho que em algum lugar, algum dia, alguém mencionou uma frase que dizia algo do tipo: Não fotografamos apenas com nossos olhos mas também com toda nossa história. Parte do meu processo presente envolve olhar para trás e (re)ver o que, como e (agora com uma certa distância) porque foi feito.

Hoje, analisando minhas primeiras postagens no instagram @amandacanhestro encontrei muitos retratos. Neles muitas pessoas da minha confiança e projetos experimentais gratuitos onde ali poderia fazer sem entrar num mérito comercial. Como foi rico esse processo, hoje reconheço. Mas na época não pensava bem assim, queria dar certo logo, ganhar dinheiro, ter muitos trabalhos e ser reconhecida por eles. A palavra profissional ecoava como um mandato, você precisa ser isso ai. Amadora para a Amanda de 2015 era coisa de quem não sabia o que estava fazendo. Muito pelo contrário, hoje entendo uma pessoa amadora aquela que faz com afeto, sem medo e de coração sejam seus recursos primitivos ou refinados.

Comecei a fotografar em 2012 (quando tive condições de comprar minha primeira câmera, aos curiosos uma t3i) e de lá até 2015 fotografei pouquíssimo pessoas. Como nesse período a fotografia era nada mais nada menos que um passatempo (pensava eu) meu foco ali era de registrar lugares. A verdade é que era mais cômodo já que não precisaria me comunicar com uma montanha ou edificação para pedir sua permissão para a foto (tenho pouquíssimos registros destes 3 primeiros anos pois perdi meu único HD de backup em uma queda, mas isso é assunto para outro momento, o fato é que antes de trabalhar com fotografia já sentia na pele o que é perder fotos importantes). Por tudo isso, é curioso ver tantas caras, sorrisos, expressões estampadas no início do instagram.

Hoje entendo a fotografia muito como espelho. Assim, neste pequeno apanhado de imagens gostaria de agradecer e exaltar cada olhar permissivo e generoso os quais me concederam essas e tantas outras imagens no início desse processo que ouso chamar de carreira fotográfica.

 

 

Imagens Acervo Amanda Canhestro 2015 e 2016 (em ordem linear) Ana Luiza, Paulo, Júlia, Luisa, Thalita, Thais, Arthur, Elisa, Bia, Fernanda, Adriano, Nina, Yuri, Luisa, Júlia, Maria Eduarda, Thalita.

COMPARTILHAR